História





Gentílico: lajedinhense

 

Histórico

 

A região foi habitada primitivamente pelos índios maracás.

Localizada na Sesmaria de Antônio Guedes de Brito, sertanista da segunda metade do século XVII que lutou contra índios e contra escravos fugidos que se estabeleciam em quilombos, as terras, onde é o atual município de Lajedinho, se formou a partir dos numerosos currais de gado de sua propriedade.

O desenvolvimento da pecuária no sertão baiano estimulou o aparecimento de fazendas de gado, e dentre elas, a de Lajedinho, propriedade de João Rocha Viana. Lajedinho tornou-se, então, ponto de pouso preferencial dos tropeiros, viajantes e boiadeiros em trânsito para o porto Cachoeira.

Em 1930, Higino de Oliveira Plínio adquiriu a fazenda Lajedinho dos herdeiros de Rocha Viana, construiu novas moradias, e iniciou a feira livre.

Em 1931, criou-se o distrito, subordinado ao município de Ruy Barbosa. O topônimo adotou o nome da antiga fazenda. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o distrito de Lagedinho, alterando para Lajedinho em 1938, pelo Decreto Estadual nº 11.089, de 30 de novembro de 1938. O distrito foi elevado à categoria de município pela Lei Estadual nº 1.706, de 12 de julho de 1962, desmembrando-se de Ruy Barbosa.

 







Pça. Higinio de Oliveira Plinio, 02 - Município de Lajedinho - Bahia | Cep: 46825-000

Tel: (75) 3327-2126